|  |  | 

Em Foco Refletor

Literatura ostentação: um espetáculo em construção

[caption id="attachment_2168" align="alignleft" width="201"]Foto: Divulgação Foto: Divulgação[/caption]

Financiado pelo PROAC Primeiras Obras de Produção e Temporada de Teatro, o projeto Literatura Ostentação transita entre a linguagem da poesia falada, da performance e do teatro. O espetáculo é uma mistura de provocações líricas, raps, manifestos e poemas, todos eles autorais. Mantendo o dinamismo dos saraus periféricos e do spoken word, os poetas-performers usam elementos da construção civil e convocam o público para vivenciar a palavra. É uma experiência única, em constante e vitalizante (re)construção.

Literatura. essa é nossa ostentação. num mundo cheio de jaulas, podemos voar e cantar livres como passarinhos. sem atravancar o caminho de ninguém. é poesia. liberdade. como hereditariedade. a mal educação como herança. que a literatura siga mostrando rumos tortos. e o que vier é luta. luto. ou lucro. e lucro é ostentação. e é com nós mesmo.

Classificação: Livre Entrada: Gratuita Sábado (11/06) e domingo (12/06) às 20h no Telhado Cultural, Sede do grupo Engasga Gato (Rua Álvares Cabral, 269, 9º andar)

OFICINA

Literatura independente e palavra falada

O que é a literatura ditada “marginal”, “independente”, “periférica”? Quem são seus autores e atores? Ministradas coletivamente, o intuito da oficina é compartilhar o processo criativo do grupo, através de procedimento práticos e troca de materiais artísticos (vídeos, livros, poemas, letras de RAP) que discutam o lugar da poesia no cotidiano urbano e na sociedade brasileira atual. Tendo os saraus e slams como espaço de troca, a fala/oralidade como principal suporte artístico, essa literatura abusa da gramática, foge das bibliotecas, dá uma reviravolta na normal culta e se apresenta cheia de vitalidade nas ruas, nos bares, nas trincheiras. É poesia-revide. É literatura-ostentação.

Realização: Literatura Ostentação Mediadores: Luiza Romão, Renan Inquérito e Daniel Minchoni

Público-alvo

A partir de 14 anos. Gosta de poesia? É público. Não gosta de poesia, mas é fã de teatro? É público. Não conhece a poesia, mas se identifica com as batalhas do dia a dia? É público. É jovem? Vai se deixar seduzir pelo spoken Word de linguagem atual, dinâmica e original. É adulto? Vai se enxergar nas situações cotidianas. A performance não tem idade. Tampouco classe social. É para ser sentida, vivida e compartilhada. Literatura Ostentação conquista por meio da oralidade e intensifica a adesão a partir da descoberta e experiência dos saraus.

Capacidade de público: até 30 participantes. Distribuição gratuita: 50 livros dos poetas-mediadores Duração: 2h Inscrição: 30 minutos antes, no próprio local. Domingo (12/06) das 16h às 18h no Telhado Cultural, Sede do grupo Engasga Gato (Rua Álvares Cabral, 269, 9º andar)

Currículo dos integrantes

Daniel Minchoni é poeta performático, grafiteiro, diretor de arte, editor, apresentador e idealizador de eventos literários. Cursou Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda na UnP – Universidade Potiguar; e pós-graduação em Estudos da Mídia, Processos e Significados, na UnP. Em 1998, Daniel inicia sua carreira na poesia oral, onde passa a compor a Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do RN. Entre os anos 2002- 2006 criou e realizou o PEC - “Poesia Esporte Clube”, um projeto de experimentação poética e sarau, realizado na Casa da Ribeira. É sóciofundador da Editora Jovens Escribas, desde 2005. Fundador e editor dos selos: Maus Costumes, desde 2010 e DoBurro, desde 2011. Em São Paulo, criou o “Sarau do Burro”. Em 2011 iniciou o projeto “Cabaret Revoltaire” (evento inspirado no Cabaret Voltaire, que deu origem ao dadaísmo, happenings e às performances). Desde maio de 2011 apresenta, o “Menor Slam do Mundo”, inspirado nos slams tradicionais, batalhas de spoken-word, com poesias de até 3 minutos, Daniel criou este desafio em que os poetas têm apenas 10 segundos para falar seus poemas. É autor dos livros: "ESCOLHA O TÍTULO” – jovens escribas, 2006; coletânea "DOBURRO" - do burro, 2011, coletânea "ASFALTO" - publicações iara, 2011.

Renan Inquérito é poeta, MC, compositor e geógrafo. Em 1999, criou o grupo Inquérito e desde então sua história une-se com a do grupo que hoje tem quatro discos gravados. A atividade musical sempre veio acompanhada da literária, uma vez que intenta aproximar as linguagens da cena, da música e da palavra. Realiza oficinas de literatura em escolas, presídios e unidades das Fundações CASA no interior de São Paulo. Lançou em 2011, o livro de poesias #PoucasPalavras e é organizador do sarau Parada Poética. Criou o projeto #PinoPoético, onde distribui poesias „encapsuladas‟ em pinos, com pequenas frases, com objetivo de materializar e espalhar literatura.

Luiza Romão é poeta, atriz e diretora de teatro. Em 2014, publicou o livro Coquetel Motolove e participou de inúmeros saraus/slams (sendo campeã do Slam do 13, Slam da Guilhermina e vice-campeã nacional via Slam BR). Formou-se em 2014 em Direção Teatral na ECA/USP e, atualmente, estuda na Escola de Artes Dramática. Já participou da Cia Ato Reverso e do grupo Teatro Documentário. Atualmente é atriz convidada no Núcleo Bartolomeu de Depoimentos; e integrante do coletivo de performance da palavra Literatura Ostentação.

Fale Conosco

(16) 3443-7805
contato@alecrimvip.com.br

O Portal Alecrim é um espaço online voltado ao entretenimento. Em seu conteúdo estão novidades, curiosidades e o que há de mais interessante nos segmentos de moda, beleza, gastronomia, música e cultura, estilo de vida e eventos.

Portal Alecrim © 2016 | Todos os direitos reservados.